Banda Malta faz o show de despedida do vocalista em Jequié

0
Vocalista se despede da banda em Jequié
Vocalista se despede da banda em Jequié

O evento Sustentabilidade Viva o Verde traz para Jequié, a Banda Malta, no show de despedida do vocalista Bruno Boncini.  O show acontece dia 30 de julho, a partir das 17 horas no Jequié Tênis Clube e conta com a animação da  banda Mandacaroots.

A Malta, vencedora da primeira temporada do programa Super Star, deve atrair fã de todos os lugares da Bahia.
Ingressos à venda on line no ticketbrasil e pontos de venda em Jequié. Realização Luana Almeida.

 

Economia criativa é opção para sobreviver à crise

0

Economia_criativa

Em constante evolução, a sociedade vem se adequando naturalmente às situações que se apresentam. Para Ana Carla (Cainha) Fonseca, membro da Rede de Repensadores – que congrega pessoas de diferentes áreas para influenciarem positivamente a transformação do da sociedade – .a economia criativa vem se reafirmando como solução para o momento de crise que estamos vivenciando e é um caminho sem volta. Mas o que é a economia criativa? “É uma economia baseada na criatividade para desenvolver produtos e serviços com valor agregado. Ela reconhece que o grande diferencial econômico é a criatividade humana, associada ou não aos recursos tecnológicos”, explica.

Exemplos práticos da economia criativa estão surgindo todos os dias e as startups frequentemente são bons cases para exemplificar. O Uberre inventou um modelo tradicional de negócios, agregando um alto valor aos serviços prestados. Mas nem só de startups vive a economia criativa. Exemplo disso é o Personal Pechincha, um serviço profissional de negociação de preços. A fundadora do projeto, Cristiane Vieira, percebeu que tinha habilidade para negociar e conseguir bons descontos. Resolveu fazer disso uma fonte de renda, abriu sua empresa e atualmente ajuda seus clientes a negociarem melhores preços para qualquer tipo de compra: desde festa de casamento até mensalidade escolar. A remuneração é feita em cima dos descontos conquistados para os clientes.

O mundo corporativo precisa estar atento a esse movimento. O número de empresas que estão se unindo às startups vem crescendo exponencialmente. Sinal de que as grandes organizações estão entendendo que é imprescindível buscar parcerias com empreendedores inovadores, como meio de superar as adversidades. “Esse é um caminho sem volta e em evolução constante. Eu entendo que é algo que beneficia a todos e, portanto, inevitável que permaneça”. Muito mais do que responsabilidade corporativa, Cainha entende que é questão de sobrevivência. “É natural que as empresas façam contenção de despesas em tempos de crise, mas isso não pode de forma alguma sacrificar a sobrevivência do negócio a longo prazo. A estratégia deve ser aproveitar o momento para investir em criatividade e superar a fase difícil de hoje para manter-se competitivo no futuro”, afirma.

Do ponto de vista individual, é vital que os profissionais acompanhem esse movimento e estejam abertos para novas ideias e inspirações. “Não é uma escolha, é uma necessidade real”, diz Cainha. Ela comenta que todos os estudos mais profundos sobre o futuro do trabalho indicam que apenas as profissões relacionadas à criatividade e à inteligência social sobreviverão à automação. “A inteligência artificial chega cada vez mais próximo, desempenhando atividades que antes não pareciam possíveis. Exemplo disso é a função de reconhecimento automático dos seus amigos em fotos do Facebook. Há alguns anos, isso seria inconcebível. Hoje é fato”, afirma.

Novas profissões vão surgir, assim como surgiram os gamers mais recentemente. Entender esse momento de mudança e o potencial da economia criativa significa, para o profissional, buscar novas oportunidades de negócios em trilhas inovadoras, que ele tenha competência e paixão por esbravar. Esse é o caminho para se manter competitivo.

Escolas estaduais entram em recesso a partir de segunda (20)

0

Colégio Estadual de Ipiaú

As escolas da rede estadual de ensino entram em recesso junino a partir de segunda-feira (20) até 03 de julho. O período faz parte do calendário do Ano Letivo 2016, que chega ao fim no dia 22 de dezembro. Para marcar o encerramento do semestre letivo, as unidades realizam os festejos juninos, com uma programação que envolve apresentação de quadrilhas, trajes e comidas típicas, com a participação de estudantes e da comunidade escolar.

NotíciasNúmero de empresas no país cai pela primeira vez desde 2007 Número de empresas no país cai pela primeira vez desde 2007

0

maxresdefault-715x390O Brasil perdeu 289 empresas em 2014, uma queda de 5,4% em relação a 2013 e a primeira desde o início da série histórica, em 2007, do Cadastro Central de Empresas (Cempre) divulgado hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As organizações formais ativas, 5,1 milhões, ocupavam 55,3 milhões de pessoas. O número representa aumento de pessoal ocupado de 0,2% (97,5 mil) e de pessoal ocupado assalariado de 0,8% (381,3 mil), comparado a 2013.

Uma das coordenadoras da pesquisa, Kátia Cilene Medeiros de Carvalho, explicou que a maioria das empresas que não resistiram à crise era de pequeno porte. “A maioria das empresas que fecharam era dos setores de comércio e da indústria de transformação, com até nove pessoas ocupadas. O aumento, embora pequeno, do pessoal ocupado sugere que, provavelmente, os trabalhadores que perderam seus empregos nas empresas que fecharam foram absorvidos por empresas maiores, já consolidadas, que têm mais condições de sobreviver a períodos de crise”, comentou Kátia.

O número de sócios e proprietários recuou 3,9% (283,8 mil), que também podem ter sido, em boa parte, absorvidos pelo mercado, entrando como pessoal assalariado. O total de salários e outras remunerações (R$1,5 trilhão) aumentou 4,5%, e o salário médio mensal (R$ 2.301,82) cresceu 1,8%, em termos reais.

Em 2014, pelo quinto ano consecutivo, o comércio, a reparação de veículos automotores e de motocicletas concentraram a maior parte do pessoal ocupado assalariado, com 9,3 milhões de pessoas (19,3%) e representaram 40,1% das empresas (2 milhões). Porém, em salários e outras remunerações, o comércio ficou na terceira colocação (12,3% ou R$ 181,4 milhões). O setor com maior participação em salários e outras remunerações foi administração pública, defesa e seguridade social, com R$ 338,2 milhões (23%).

Os menores salários médios mensais foram pagos por alojamento e alimentação (R$ 1.133,10), atividades administrativas e serviços complementares (R$ 1.409,43) e comércio; reparação de veículos automotores e motocicletas (R$ 1.498,91). Essas atividades, que pagaram salários médios mensais menores, absorveram juntas 32,6% do pessoal ocupado assalariado.

Sexo e Escolaridade

O salário das mulheres era equivalente a 80% do salário dos homens em 20014. A média salarial para homens era de R$ 2.521,07 e para mulheres, de R$ 2.016,63.

A administração pública e as entidades sem fins lucrativos apresentaram maior participação feminina no pessoal ocupado assalariado. Nas entidades empresariais predominava o pessoal ocupado assalariado masculino em todo o período considerado. “O número de mulheres vem crescendo ano a ano. Nas empresas públicas, a entrada é facilitada pelos concursos, em que o mérito é que conta, mas a participação feminina também está crescendo nas empresas privadas, embora em menor número”, disse Kátia.

Em 2009, 41,9% dos assalariados brasileiros eram mulheres e em 2014 o percentual subiu para 43,5%. Com relação às entidades empresariais, houve queda de 5,6 pontos percentuais na diferença entre a participação masculina e a feminina de 2008 a 2014. Nas entidades sem fins lucrativos, a participação das mulheres assalariadas aumentou de 52,8% para 55,6% no mesmo período.

Por nível de escolaridade, o pessoal ocupado assalariado com nível superior recebeu, em média, R$ 4.995,08, enquanto o pessoal sem nível superior recebeu R$ 1.639,04, uma diferença de 204,8%.

Em relação à escolaridade, a administração pública apresentou a maior proporção de assalariados com nível superior (43,9%), mas o pessoal sem nível superior predominou em todas as categorias, atingindo 87,9% nas entidades empresariais e 71,2% nas entidades sem fins lucrativos.

Regiões do Brasil

A Região Sudeste concentrava 51,6% (2,9 milhões) das unidades locais, 50,5% do pessoal ocupado (27,9 milhões), 50,2% do pessoal assalariado (24,2 milhões) e 54,4% (R$ 799,8 bilhões) dos salários e outras remunerações.

O Sul do país foi a segunda região com maior número de unidades locais (22%) e em salários e outras remunerações (16,1%), mas ficou na terceira posição em relação a pessoal ocupado total ou assalariado, com 17,8% e 17,2% respectivamente. A Região Norte ficou na segunda posição em pessoal ocupado (17,9%) e em pessoal ocupado assalariado (18,5%) e ficou na terceira colocação em número de unidades locais (15,1%) e em salários e outras remunerações (14,4%). A Região Centro-Oeste ficou na quarta colocação em todas as variáveis analisadas, e a Região Norte na quinta colocação, com os menores valores.

IPIAÚ: Associação de Mulheres realiza Bingo gratuito

0

A AMI, Associação das Mulheres de Ipiaú realiza neste domingo 05 de junho mais um evento solidário, desta vez é o Bingo da AMI, que acontecerá na Praça do Cruzeiro no município de Ipiaú.

bingo amiA instituição vem desenvolvendo o seu trabalho voluntário há alguns anos e  o último evento foi contemplado o Bairro da Irmã Dulce.  “Desta vez faremos um evento de solidariedade com maior participação. Agradeço imensamente todas as mulheres que fazem parte desse projeto e aos empresários, amigos, que colaboraram com as doações, sem eles esse evento não poderia ser possível de realizar.” Relata,  Nena Costa,  Diretora da associação.

Mulheres Voluntarias da AMI
Mulheres Voluntarias da AMI

 

Ipiaú: Representante da Prefeitura nega cancelamento e diz que vai ter Festa de São Pedro

0
Divulgação
Divulgação

Em contato com o IPIAÚ ON LINE, o chefe de gabinete do prefeito Deraldino Alves, Enedino Rebouças, desmentiu informações extra oficiais que estão circulando em redes sociais e órgãos de imprensa virtual na cidade dando conta de que, em virtude da crise econômica, estaria descartada a realização da Festa de São Pedro na cidade pelo segundo ano consecutivo.

Conforme Dino, a informação não procede. “Ainda não temos uma definição quanto à programação, mas estamos fazendo o maior esforço para realizar. Certo que será em dimensões menores, mais modestos e com um ou dois dias.Mas, acontecerá”, afirmou.

Ao que tudo indica, o comentário de que a festa não aconteceria se tratava apenas de boato. Em tempos mais favoráveis, o São Pedro de Ipiaú já contou com atrações de peso como os cantores Amado Batista e Adelmário Coelho, lotando a Praça Salvador da Matta.

Ipiaú on Line

Fundação Pedro Calmon lança 3ª edição do Concurso de Escritores Escolares nesta quarta

0
Divulgação
Divulgação
Para estimular a leitura, a Fundação Pedro Calmon lança, nesta quarta-feira (1º), a partir das 9h, a terceira edição do Concurso de Escritores Escolares. O evento é voltado para estudantes do ensino básico de instituições públicas e particulares dos 27 Territórios de Identidades da Bahia, que podem se inscrever pessoalmente na sede da Fundação, em Salvador, ou pelos Correios, até o dia 1º de agosto. Cada aluno pode se inscrever com apelas um poema ou redação de tema livre. As obras, ficcionais ou não, devem ser inéditas e não publicadas em qualquer outro concurso. Dentre os prêmios estão kits de livros, câmeras fotográficas digitais e bicicletas adaptadas para o transporte de livros.
Orientações para inscrição:
* Ficha de inscrição devidamente preenchida, de forma legível, em todos os campos de identificação;
*Cópias da Carteira de Identidade e CPF e cópia do comprovante de matrícula;
*Documento com a autorização e assinatura dos pais e/ou responsáveis para participar do concurso (no caso de estudante menor de 18 anos de idade);
*O poema ou a redação impresso(a) em 06 (seis) vias, em papel A4, sem ilustrações, numa só face, no Microsoft Word, fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento duplo. O título da poesia deverá constar da parte superior da página inicial, digitado em negrito, em fonte Times New Roman, tamanho 14, alinhamento centralizado;
*O arquivo do poema ou da redação deverá ser enviado em arquivo Word, em uma mídia CD-ROM.
Serviço
O QUÊ: Inscrição do Concurso de Escritores Escolares
QUANDO: 1º de junho a 1º de agosto. Das 9h às 18h (presencialmente)
ONDE: Sede da Fundação Pedro Calmon, no endereço: Av. Sete de Setembro, 282, Edf. Brasilgás, sala 01, 4º andar, Centro, Salvador (BA), CEP: 40.060-001, ou por via postal com Aviso de Recebimento (AR).
QUANTO: Grátis

Reunião do Conselho de Cultura com Portugal ressalta demandas dos colegiados setoriais

0

 

Divulgação
Divulgação

Como parte de uma série de mobilizações, os integrantes do Conselho Estadual de Cultura se reuniram nesta terça-feira (31) com o secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal. O encontro, que foi motivado pelos impactos sofridos pelo setor no país, visa discutir as demandas da sociedade civil para iniciar um diálogo com o poder público. “O apoio do Conselho mostra como a sociedade civil está disposta a colaborar”, ressaltou o secretário.

Estiveram também presentes no encontro o vice-presidente do Conselho, Emílio Tapioca, a presidente da Câmara de Patrimônio, Ana Vaneska, o conselheiro Jorge Baptista Carrano, o assessor de planejamento e gestão da Secult, Daniel Uchôa e a assessora de relações institucionais da secretaria, Jeane Costa. Carrano aproveitou a oportunidade para destacar a importância na priorização das demandas dos Colegiados Setoriais pela Secult. Em março deste ano, o Conselho aprovou os Planos Setoriais elaborados pelos colegiados de Dança, Literatura, Música, Circo, Audiovisual e Teatro. Os documentos estabelecem prioridades, estratégias e objetivos específicos para os próximos 10 anos na gestão pública dos setores, promovendo uma política de Estado para a Cultura.

Carrano defende, então, que até julho deste ano haja condições para que os colegiados se reúnam e elaborem as metas dos Planos Setoriais. “Os Planos Setoriais sem essas metas não funcionam”, completou o conselheiro. A conselheira Ana Vaneska sugere que esse seja o momento de agir já que os agentes culturais estão mobilizados diante do cenário político e econômico do país. “Temos ocupação na sede do MinC em Salvador e diversas ações pelo país. Essa é a hora de alinhar o que a prioridade e perceber que o segmento da Cultura tem pulsado de modo positivo em defesa do setor”, completou. Ao fim da reunião, ficou decidido que a Secult vai mediar uma reunião entre o Conselho e o governador Rui Costa.

Fonte: Bahia Notícias

Nei Pandolfo rechaça saída de Doriva: ‘Não trabalhamos com essa possibilidade’

0
Foto: Jefferson Peixoto / Ag. Haack / Bahia Notícias
Foto: Jefferson Peixoto / Ag. Haack / Bahia Notícias
Com mais um resultado adverso para o Bahia na Arena Fonte Nova nesta terça-feira (31), a permanência do técnico Doriva no cargo começa a ser contestado. Apesar deste questionamento, o treinador segue prestigiado no Bahia. Após o empate em 0 a 0 com o Náutico, o diretor de futebol Nei Pandolfo rechaçou a possibildiade da saída do profissional.
“Não trabalhamos com essa possibilidade. Estamos no início da competição, com atletas ainda chegando, necessitando de entrosamento. É um campeonato difícil, duro. Vamos tentar a recuperação no próximo jogo. Com atletas recuperados, tenho certeza vamos conseguir um bom resultado e alavancar o nosso crescimento na Série B”, afirmou.
O dirigente tricolor revelou a expectativa de anunciar e ter meia Régis regularizado nos próximos dias. O jogador, que vem emprestado pelo Sport Recife, treina com os companheiros desde a última quinta-feira (26).
“A nossa expectativa é que amanhã ou no máximo depoois tenha a regularização do Régis para ter o elenco cada vez qualificado. A ideia é ter um grupo forte para ter opções de troca e perca atletas por desgaste”, explicou.
Sob o comando de Doriva, o Bahia tem 31 jogos, com 20 triunfos, seis empates e cinco derrotas. O próximo jogo do tricolor será na sexta-feira (3), contra o Paysandu, na Arena Fonte Nova.
Fonte:Bahia Notícias

Governador assina empréstimo de US$ 200 milhões com Bird para recuperação de estradas

0

Foto: Mariana Ceratti/Banco Mundial

“Nós precisamos levar emprego para o interior e a logística é fundamental. Como a capacidade de investimento com recurso próprio está muito baixa, a estrutura de empréstimo nesse momento ajuda a sustentar e seguir com os investimentos que a Bahia precisa”, comentou o governador Rui Costa durante a assinatura do empréstimo de US$ 200 milhões, equivalente a R$740 milhões, para o Programa de Restauração e Manutenção de Rodovias Estaduais, Premar. Rui assinou o empréstimo com o diretor interino do Banco Mundial para o Brasil (Bird), Boris Utria, nesta terça-feira (31), em Brasília. O representante do Bird parabenizou o Estado da Bahia ao afirmar que esta é uma excelente parceria que ajuda a continuar trazendo investimentos, diante do atual contexto econômico do país. “Sabemos da importância do Premar para os baianos e estamos interessados em continuar com as parcerias”, disse Utria.  A autorização do empréstimo veio depois de reiterados pedidos de Rui ao Ministério da Fazenda, órgão decisivo no processo de financiamentos externos. A aprovação está oficializada na edição de segunda-feira (30) do Diário Oficial da União. A audiência desta terça foi acompanhada pelo secretário estadual de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti, o representante do governo em Brasília, Jonas Paulo, senadores baianos e técnicos do banco. O Estado da Bahia pretende, ainda, contratar um segundo financiamento para ampliar as obras de recuperação da malha viária baiana. São mais 200 milhões de euros, cifra pleiteada junto ao Banco Europeu.